11 dicas para a aplicação da manutenção preventiva industrial

Prevenir é melhor do que remediar. Esse ditado todos conhecem, mas como colocar em prática a aplicação da manutenção preventiva industrial?

por Rafael Netto
Publicado originalmente no site da Nomus

Prevenir é melhor do que remediar. Esse ditado todos conhecem, mas como colocar em prática a aplicação da manutenção preventiva industrial?

Já falamos sobre a importância da manutenção preventiva, como ela funciona e seus benefícios. Agora chegou a hora de auxiliar você e sua equipe a tirarem a ideia do papel e colocarem em prática no chão de fábrica.

Aplicação da manutenção preventiva na prática

Então prepare as suas anotações e vamos às dicas de aplicação da manutenção preventiva em uma indústria:

1. Mapeie seus equipamentos

O primeiro passo é fundamental para o sucesso da aplicação da manutenção preventiva na sua indústria.

Você precisa mapear todos seus equipamentos.

Faça anotações completas sobre todos seus aspectos, como por exemplo:

  • A localização;
  • condição atual;
  • tempo de operação do equipamento;
  • expectativa de vida; etc.

Este será o seu esqueleto, a base principal para organizar a aplicação da manutenção preventiva.

Apesar de parecer meio básico, não negligencie essa etapa e de fato conheça todos os equipamentos industriais da sua empresa.

2. Faça auditorias dos seus equipamentos

Agora que você tem a lista completa dos seus equipamentos, suas características e estado atual, responda algumas perguntas importantes:

  • Qual o esforço/custo será necessário para manter cada equipamento?
  • Seria mais barato e mais eficiente substituir uma máquina que esteja velha e/ou quase estragando?
  • Suas máquinas dão conta da demanda e atender as metas sem sobrecarga?
  • Caso possua excesso de estoque, como você pode tirar proveito disso?

3. Avalie sua equipe

O próximo passo para colocar em prática a aplicação da manutenção preventiva na sua indústria é conhecer melhor sua equipe.

Responda estas perguntas importantes:

  • Qual a qualificação dos colaboradores para executarem manutenções de rotina e preventivas em cada máquina da sua fábrica?
  • Você tem mão de obra suficiente para garantir que todas as máquinas recebam a atenção necessária?
  • Você possui uma reserva para caso um colaborador se machuque ou saia de licença/férias?
  • A escassez de mão de obra pode ser um problema significativo para manter a boa manutenção da suas máquinas.

Suas correias duram o tempo esperado?

4. Comece o planejamento da aplicação da manutenção preventiva

Com os dados das máquinas e equipe em mãos você terá o necessário para começar a planejar a aplicação da manutenção preventiva da sua indústria.

Para auxiliar seu planejamento, sugiro que responda essas questões:

  • Quem vai cuidar de qual máquina?
  • Qual a frequência da manutenção de rotina de cada máquina?
  • E da manutenção preventiva?
  • Como será feita a emissão de ordens de serviço?
  • Como você irá responsabilizar a equipe pelo trabalho realizado (ou não realizado, se for o caso)?

5. Apresente o planejamento para a equipe

Depois de definir o plano, apresente para sua equipe e explique bem os procedimentos e as metas definidas para o time.

Lembre-se de deixar espaço para outras ideias. Muitas vezes as pessoas que estão no dia a dia do chão de fábrica acabam vendo coisas que você não tinha considerado ou pensado.

6. Defina responsáveis

Durante a apresentação do planejamento, determine tarefas com responsáveis para cada equipamento.

Dessa forma não haverá confusão ou cachorro com dois donos quando chegar a hora de cumprir as tarefas.

Isso é fundamental para manter a sua manutenção preventiva funcionando.

7. Faça uma rotina de visitas e inspeções

Para evitar a manutenção corretiva, não se pode esperar a máquina quebrar para manter tudo funcionando.

Então é preciso inspecionar visualmente (e até tocando) para detectar pequenos problemas antes que esses levem a grandes falhas.

A maioria das máquinas dão sinais de problemas e falhas antes de precisarem ser trocadas. Aprenda a ver estes sinais e a identificá-los.

8. Crie listas de tarefas

Uma ótima dica para melhorar a aplicação da manutenção preventiva é criar listas de tarefas para suas máquinas e equipamentos.

Crie uma rotina em que seus colaboradores sigam essas listas de tarefas para que não acabem esquecendo de cumprir algum passo do processo de manutenção.

9. Documentação do processo

Mantenha tudo documentado:

  • Guia das máquinas
  • Manual de usuário
  • Ordem de serviço
  • Histórico de manutenção, etc

Tenha essas informações em um sistema de documentação organizado e fácil de se encontrar.

Isso irá ajudar bastante como prova e guia caso uma máquina quebre ou até mesmo um acidente ocorra.

10. Treinamento da equipe

Certifique-se que você e sua equipe estão atualizados nas melhores práticas e tendencias de manutenção industrial.

Dessa forma a equipe da sua indústria terá mais sucesso para evitar e resolver eventuais problemas e implementar melhorias que podem trazer grandes resultados para a fábrica como um todo.

11. Faça auditoria do seu processo

De tempos em tempos revise todo o seu processo como se você fosse um novo funcionário na empresa.

Estude os relatórios e as ordens de serviço passadas para procurar oportunidades de melhoria e não faça vista grossa para eventuais fraquezas que encontrar.

Se você identificar um problema em uma área, busque uma forma de resolvê-lo antes que fique grande demais. Vários probleminhas rapidamente se tornam uma pilha de problemas.

Ah, e lembre-se do conceito da melhoria contínua. Nenhum processo é perfeito, sempre há espaço para melhorias.

(Visited 6 times, 1 visits today)
Whatsapp - Vanderhulst