As correias transportadoras são realmente as vilãs da sua linha de produção?

Tempo médio de leitura: 5 minutos

Paradas de linha são o pesadelo de qualquer área de manutenção. Mas será mesmo que as correias transportadoras são as verdadeiras vilãs deste cenário?

A resposta, evidentemente, é NÃO! Existem inúmeros fatores – ou um conjunto deles – que podem colocar em risco o funcionamento da sua linha de produção. Antes de culpar as correias – ou substituir as peças danificadas por outras com exatamente as mesmas características – é preciso considerar vários aspectos.

Por conta da deterioração natural causada pelo uso constante, as correias transportadoras podem ser consideradas os componentes mais onerosos de uma linha de produção automatizada, especialmente quando se trata de correias para aplicações mais exigentes, como as correias sanitárias ou correias utilizadas em linhas com alto impacto, abrasividade ou contato com gorduras e óleos.

Há vários pontos a considerar quando o desgaste excessivo da correia transportadora se torna mais frequente do que o esperado. Antes de investir na sua substituição, reserve um tempo para inspecionar o equipamento – muitas vezes, apenas realizar a troca da correia por outra com as mesmas especificações não resolverá o problema.

Além disso, insista na realização periódica da manutenção preditiva , que pode minimizar o desperdício de recursos financeiros com ações paliativas e emergenciais. Examinar detalhadamente os equipamentos pode revelar os problemas que estão causando o desgaste das correias.

Pontos de atenção que podem causar o desgaste precoce das correias transportadoras

Quando observar um desgaste excessivo, recorrente e prematuro na correia transportadora de sua linha de produção, procure verificar estes seis pontos de atenção:

1) Tensionamento

A correia transportadora pode estar funcionando com um tensionamento inadequado. Verifique nos dados técnicos da correia que você utiliza quais são os parâmetros corretos. E lembre-se: não coloque tensionamento excessivo! Esta é uma das principais causas do mau funcionamento das correias.

2) Medidas da correia

A largura e o comprimento da correia devem ser exatas para as dimensões do equipamento. Se isso não estiver acontecendo, faça a substituição por uma peça com as medidas corretas. Na dúvida, solicite a inspeção técnica de um especialista em correias.

3) Alinhamento

Verifique a estrutura do transportador para garantir que a correia esteja devidamente alinhada. Atenção aos acessórios: eles estão em sincronia com o equipamento? No caso de um transportador plano, analise se as guias estão de acordo ou se há necessidade de uma nova correia com a aplicação de guias, para um alinhamento perfeito.

Se a correia já possui guias, é preciso verificar se a usinagem dos canais nos roletes está dentro das medidas corretas. Temos um material ilustrado para com estas especificações disponível para download neste link.

4) Tipos de apoio

Analise se os roletes estão funcionando com perfeição e também se há necessidade de investir em revestimentos de roletes, para que não haja deslocamento das correias durante o seu acionamento.

5) Acessórios

Sua correia utiliza acessórios? Este é mais um dos aspectos que precisa de atenção. Estes acessórios não podem estar em contato com obstruções na estrutura do transportador ou no retorno. Verifique a estrutura do transportador para garantir que esteja alinhada, elimine as possíveis obstruções e corrija quaisquer condições que façam com que a esteira deslize ou fique presa. Se houver contenção ou folga inadequadas no posicionamento da correia, reveja as medidas – que devem ser calculadas caso a caso, de acordo com as especificações da correia e com a ajuda de um especialista.

6) Necessidades especiais da linha

Algumas linhas apresentam características bastante específicas, como alto índice de presença de gordura ou óleo, temperaturas diferenciadas (muito altas ou muito baixas), alto impacto sobre as esteiras, abrasividade e outros aspectos. Nestes casos, o uso de correias especiais é primordial para o aumento da vida útil.

Se depois de todas estas medidas ainda restar dúvidas sobre como prolongar a vida útil das suas correias transportadoras, entre em contato com o nosso time de vendas.

Também temos um material completo sobre o prolongamento de vida útil das correias, que você pode encontrar neste link.

Até a próxima!

 

(Visited 1 times, 1 visits today)