Como melhorar a produção industrial de alimentos e bebidas

Tempo médio de leitura: 5 minutos

Apesar da crise, observamos algumas movimentações em direção à Indústria 4.0. Como melhorar a sua produção com base nesta tendência?

A indústria de alimentos e bebidas está em crescimento e evolução constante. Mesmo durante épocas de crise, como a que estamos vivendo, o setor se mantém aquecido no Brasil. Nesse cenário, também começarmos a ver as movimentações em direção à Indústria 4.0. Afinal, ela dispõe de uma série de tecnologias e mudanças que vão colaborar no sentido de como melhorar a produção industrial.

O grande segredo, então, está em ficar atento às novidades e saber filtrar aquilo que faz a diferença para o seu negócio. Dessa forma, é possível manter a competitividade, reduzir os gastos e sair à frente dos concorrentes!

Quer saber como melhorar a produção industrial com as novas tendências que estão surgindo? Acompanhe!

1. Quem tem informação tem poder

Estamos caminhando para uma realidade em que a qualidade dos produtos se tornará uma commodity. Por isso, o grande diferencial estará em compreender as necessidades dos consumidores e entregar itens personalizados.

Além disso, a indústria de alimentos e bebidas demanda uma série de adequações às leis. E, para atender a todas elas, é preciso estar atento às boas práticas e às mudanças na legislação.

Todas essas mudanças farão com que o grande segredo de como melhorar a produção industrial esteja nas informações. Para isso, a indústria precisa aprender a como coletar os dados corretos, organizá-los e usá-los para extrair inteligência.

“Apesar de falarmos muito sobre diversas tecnologias como drones, robôs, AR etc, eu creio que a principal tendência para o setor industrial seja o uso inteligente dos dados gerados no chão de fábrica. Afinal, antes de inserir quaisquer tecnologias na indústria, é importante entender se o investimento trará retorno”, ressalta Diego Mariano, CEO (Diretor Executivo) da BirminD.



2. Inteligência Artificial como aliada estratégica

A Inteligência Artificial está cada vez mais presente em nossas vidas. Na indústria, ela pode ser explorada de forma a trazer ainda mais vantagem competitiva para o negócio.

Por meio da Inteligência Artificial, é possível fazer previsões com mais agilidade e eficácia. Além de a tecnologia abrir portas para que as próprias máquinas realizem ajustes ou façam manutenções preventivas, evitando paradas e, consequentemente, reduzindo gastos com o tempo ocioso.

Com isso, o negócio ganha uma capacidade de resposta muito mais rápida, o que é fundamental em um mercado tão dinâmico. “Saber de antemão o comportamento de um processo vai permitir uma tomada de decisão rápida e assertiva. E mais: com o avanço da Inteligência Artificial será possível não somente ver onde estão os problemas, como também receber sugestões de melhora em tempo real“, complementa Mariano.

3. Impressoras 3D e desenvolvimento de produtos

Provavelmente, você já deve ter lido algumas notícias a respeito da evolução do desenvolvimento de comidas e bebidas cientificamente projetadas. Saiba que muitas empresas já estão trabalhando em soluções que permitem substituir as tradicionais fazendas por fábricas com ingredientes cientificamente concebidos.

Para isso, estão sendo usadas culturas de células-tronco e impressão 3D. Assim, é possível replicar a natureza em ambientes controlados, aumentar a produção e, inclusive, aprimorar a qualidade dos alimentos.

Talvez essa seja uma das tendências que ainda demore um pouco mais para chegar ao mercado de consumo final. No entanto, é importante ficar de olho desde já na evolução dessas pesquisas.

4. Automação de processos ajuda a melhorar a produção industrial

Por fim, é impossível falar de Indústria 4.0 e tendências que buscam melhorar a produção industrial e não citar a automação. O grande objetivo dessas e outras tecnologias é, justamente, tornar o negócio mais dinâmico e autogerenciável.

Com as mudanças, as fábricas conseguirão cortar desperdícios, aumentar a velocidade de produção e, ao mesmo tempo, entregar produtos personalizados e de grande qualidade.

Para que todas essas mudanças colaborem para melhorar a produção industrial, no entanto, é preciso foco e um planejamento bem traçado. Afinal, não basta apenas investir em tecnologias se elas não forem usadas da forma correta.

Publicado originalmente no site da FISPAL Tecnologia

 

(Visited 1 times, 1 visits today)