Correias transportadoras: o que é o mapeamento de linhas?

A manutenção eficiente das correias transportadoras é fundamental para garantir sua eficiência e o mapeamento de linhas é a melhor forma de garantir isso

As correias transportadoras percorreram um longo caminho desde a sua primeira concepção.

O transporte de materiais por meio de esteiras em linhas de produção remonta ao final do século 18. Originalmente usadas na indústria agrícola para transportar grãos em curtas distâncias, esses sistemas de transporte eram muito primitivos e geralmente eram feitos de cintos de couro que viajavam sobre leitos de madeira maciça.

Avançando mais de 200 anos, os sistemas de transporte tornaram-se muito mais sofisticados e fazem parte de uma gama diversificada de indústrias.

Além de serem uma maneira eficiente e econômica de transportar mercadorias, as correias transportadoras se integram ao processo de fabricação, melhorando drasticamente sua produtividade.

Para garantir o prolongamento da sua vida útil e permitir uma manutenção preditiva – ou até mesmo emergencial – de uma forma mais ágil, estratégias como o mapeamento de linhas é fundamental.

Quer saber o que é o mapeamento de linhas e como ele pode beneficiar sua indústria? Continue lendo conosco!

Por que a manutenção das correias é importante?

Um sistema de correias transportadoras é um ativo muito valioso e necessário para uma empresa ou outras operações comerciais.

Eles são itens essenciais para aumentar a capacidade de uma indústria em mover seus produtos de forma eficaz, sem comprometer as restrições de tempo.

Simplificando, um sistema de correias bem mantido e, portanto, funcionando adequadamente, pode ser a diferença no sucesso geral do negócio.

Há várias etapas que uma empresa deve seguir para prolongar a vida útil de suas correias transportadoras. Essas etapas incluem inspeções regulares, bem como auditorias do sistema, monitoramento rigoroso de motores e redutores e, até mesmo, armazenamento correto das correias em estoque.

Outro ponto importante para a manutenção adequada do sistema de correias transportadoras é o treinamento adequado do pessoal que os manipula e opera.

Quais os problemas enfrentados na manutenção das correias?

Diversas indústrias estão se beneficiando da mudança de uma mentalidade de manutenção reativa para uma preventiva. Mas o que exatamente isso significa?

A manutenção corretiva é velha conhecida de qualquer profissional da indústria. Ela nada mais é do que o procedimento de consertar os ativos da empresa depois que eles apresentam algum tipo de defeito.

E apesar de ser problemático de várias maneiras, esse tipo de manutenção ainda tem sua aplicação. Imagine por exemplo o sistema de iluminação de uma fábrica. Possivelmente, uma lâmpada não será trocada antes que queime, certo? Mas isso não é um problema grave, afinal, uma lâmpada queimada não afetará a produção da linha.

Agora, por outro lado, imagina que seu sistema de correia de transportadora falhe. Como ponto essencial da sua produção, isso provavelmente afetará profundamente as linhas, que provavelmente ficarão paradas até que as causas do problema sejam detectadas e corrigidas.

Isso significa uma grande perda com paradas não programadas na produção. É aí que ter um programa de manutenção que combine a prevenção com uma reação rápida é essencial.

Qual a diferença entre manutenção preditiva e corretiva?

A manutenção preditiva é um tipo de manutenção que previne que seus equipamentos parem em momentos que você não programou.

Ela se baseia em testes realizados nos equipamentos para monitorar suas condições de funcionamento — por isso também é conhecida como manutenção baseada em condições.

Com os resultados desses testes, é possível identificar se um equipamento (como a correia) está prestes falhar antes que ele efetivamente falhe. Dessa forma, pode-se realizar a manutenção adequada minimizando os impactos na produção.

A manutenção preditiva possui os seguintes benefícios:

  • Reduz os custos de equipamento: em vez da substituição de todo o equipamento devido a falhas críticas, um reparo é feito antes da falha e o custo é minimizado ao preço do componente e à mão de obra necessária para o reparo;
  • Reduz os custos de mão de obra:quando os reparos são programados, o tempo necessário para o reparo é reduzido devido a um menor número de substituições de componentes, em vez de uma substituição total do equipamento. Além disso, a frequência de reparos para falhas críticas será reduzida;
  • Reduz o tempo de produção perdido:a substituição apenas do componente é programada com a produção durante o tempo de inatividade programado. O tempo de inatividade não programado pode custar milhares de reais por hora. Um departamento de manutenção proativo pode evitar paralisações críticas de falhas, agendando reparos durante períodos não produtivos;
  • Aumenta a segurança:a manutenção preditiva permitiria que possíveis problemas fossem corrigidos antes da ocorrência de falhas, o que criaria condições de direção mais seguras para funcionários e clientes;
  • Aumenta a receita:com menos manutenção em bons componentes e reparo mais rápido de componentes defeituosos, os reparos podem ser tratados com mais eficácia, reduzindo o tempo necessário para manutenção;
  • Aumenta a eficiência:ao identificar a tarefa de reparo precisa necessária para corrigir deficiências, assim como as peças, ferramentas e suporte necessários para corrigir o problema é possível aumentar drasticamente a eficiência da produção.

Possuir um programa de manutenção preditiva para suas correias é fundamental. Contudo, estamos sempre sujeito a eventos inesperados e estar preparados para eles, por meio do mapeamento de linhas, pode ser a diferença para reduzir custos.

O que é o mapeamento de linhas e como ele pode me ajudar?

O mapeamento de linhas é a melhor forma de manter um programa de manutenção completo das correias transportadoras da sua indústria.

Esse serviço realiza um levantamento completo das correias utilizadas por uma empresa, incluindo todas as suas especificações como medidas de comprimento e largura, tipo de correia e cobertura, existência de acessórios, entre outros.

Daí o nome mapeamento de linhas: é criado um verdadeiro mapa do sistema de correias da organização com identificação de todos equipamentos da linha de produção através de tags e outros controles internos.

O objetivo é agilizar possíveis reparos e garantir a eficiência de operação das correias. Para isso, além de fazer o levantamento mencionado, o mapeamento de linhas ainda mantém um controle completo com as datas de atendimento, trocas, reparos e substituições.

Em suma, o mapeamento de linhas permite o restabelecimento de linhas paradas em tempo recorde, aliando o melhor da manutenção: identificação rápida dos problemas das correias (manutenção corretiva) e acompanhamento da vida útil das mesmas (manutenção preditiva).

Para oferecer um atendimento rápido, completo e de qualidade, a VANDERHULST sempre busca falar a mesma língua que as indústrias que atende. Conheça nossos serviços e veja porque eles podem ser um grande diferencial para sua empresa!

(Visited 11 times, 1 visits today)
Whatsapp - Vanderhulst