No Dia do Cacau, conheça o panorama da Indústria de Chocolate no Brasil

TEMPO MÉDIO DE LEITURA: 8 MINUTOS

Brasil está no top 10 dos produtores, vendedores e consumidores mundiais de chocolate

No dia 26 de março comemora-se o Dia do Cacau. Principal matéria-prima de uma das delícias preferidas pelos brasileiros, o cacau é um fruto originário da América Central e do Sul, mas também é amplamente encontrado em algumas regiões da África e Ásia.

Atualmente, o Brasil segue entre os seis países que lideram o volume de vendas de chocolate no varejo, ficando atrás dos EUA, Rússia, Alemanha, Reino Unido e França.

Para aproveitar esta data, separamos informações importantes para que você possa conhecer melhor o cenário da indústria de chocolates no Brasil e como a sua indústria pode crescer em produtividade, levando inovação à sua linha de produção.

Dia do Cacau

O cacau é uma fruta de especial importância para o desenvolvimento brasileiro, especialmente no sul da Bahia, região que deve ao cultivo do cacau o progresso alcançado, notadamente nas cidades de Ilhéus e Itabuna.

O cultivo do cacau começou no Brasil no século XVII, especialmente na Bahia, devido às condições favoráveis de clima e solo. Nos dias atuais, o Brasil é o quinto produtor mundial de cacau, atrás dos países africanos Costa do Marfim, Gana, Nigéria e Camarões, e a produção baiana concentra 95% de todo o cacau brasileiro.

O chocolate

Para a fabricação do chocolate, é feita a moagem das amêndoas secas contidas no interior do cacau. O chocolate movimenta uma economia de cerca de 60 bilhões de dólares por ano em todo o mundo.

No Brasil, o faturamento do mercado de chocolates foi de R$ 12,8 bilhões em 2017. A indústria se concentra especialmente em São Paulo, mas há importantes produtores também na Bahia, no Espírito Santo, no Paraná e no Rio Grande do Sul. Atualmente o Brasil exporta chocolates para mais de 103 países.

A indústria brasileira de chocolate

Para atender a demanda, a setor brasileiro de chocolates fechou 2017 com uma produção de 491 mil toneladas, volume praticamente estável se comparado ao ano anterior. O crescimento de 0,3%, registrado no período, confirma o amadurecimento da indústria e sua capacidade de organização e recuperação.

“Desde 2011 o setor vinha registrando quedas constantes no volume produzido, por conta do cenário econômico do Brasil. No último ano, seguindo a tendência de recuperação de diversos segmentos, a indústria de chocolates registrou um desempenho melhor. O chocolate, apesar de paixão nacional, não é considerado prioridade na cesta do brasileiro, por isso seu consumo é fortemente influenciado pelo poder de compra do brasileiro”, afirma Ubiracy Fonsêca, presidente da ABICAB.

Consumo de chocolate no Brasil

O consumo de chocolate no Brasil ainda é tímido se comparado com outras regiões da Europa, como a Suíça, Áustria e Alemanha, por exemplo. Ainda assim, considerando os hábitos dos brasileiros e, principalmente, o clima do País, o mercado nacional merece atenção. De acordo com a Abicab (Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Cacau, Amendoim, Balas e Derivados), o consumo per capita de chocolates no Brasil é 2,5 quilos por ano.

Os tipos de chocolate mais consumidos pelos brasileiros são tablete (43%), bombons (40%) e wafers com chocolate (34%). Segundo o estudo, o chocolate ao leite é o preferido dos brasileiros (42%), seguido pelo meio amargo (31%) e pelo chocolate branco (18%).

A indústria nacional representa em valor de venda R$ 25 bilhões, gerando mais de 42 mil empregos diretos e é considerada uma das maiores do mundo neste setor, sendo amplamente reconhecida pela qualidade e segurança de seus produtos.

Como levar segurança sanitária à sua linha de produção de chocolate?

A segurança alimentar para a indústria é um tema que tem ganhado cada vez mais espaço. Por isso, as discussões e tendências acerca das boas práticas são frequentes e precisam ser acompanhadas.

A linhas automatizadas da indústria alimentícia exigem uma série de cuidados específicos para garantir a segurança sanitária tanto do ambiente quanto da produção. Com a indústria de chocolate, os padrões de higiene mantém o alto grau de exigência.

Diante disso, é preciso estar atento ao estado dos principais componentes utilizados em sua linha de produção. Entre eles, a correia transportadora cumpre um papel-chave para alcançar o índice de contaminação zero.

A principal categoria de material das correias transportadoras indicadas para a indústria alimentícia é o Poliuretano (PU), aplicadas em processos que exigem alta performance.

As características gerais das correias em PU incluem alta resistência ao desgaste, abrasão e a óleos e gorduras vegetais, animais e minerais. Por isso, são altamente indicadas à indústria alimentícia, por sua adaptabilidade a mudanças de temperatura, resistência e facilidade de higienização – o que contribui para a segurança sanitária e a contaminação zero.

Optar por correias transportadoras com laudos e certificações sanitárias é fundamental. Esta documentação, oriunda de instituições como o FDA e a ANVISA, indica os requisitos mínimos para que uma correia transportadora possa entrar com contato direto com os alimentos ou matéria-prima desembalada ou in natura, assim como estabelecem as normas e diretrizes de sua aplicação e manuseio.

No Brasil, A ANVISA atua principalmente por meio de resoluções e estabelecimento de normas para a comercialização e produção de diversos produtos. Relacionado ao aspecto técnico, a ANVISA considera a relação Risco/Benefício na perspectiva da proteção e promoção da saúde individual e coletiva, no âmbito da produção e consumo, sendo observados:

  • o controle dos riscos;
  • o domínio da técnica e meios para redução dos riscos à saúde;
  • a eficácia das medidas adotadas, por meio de condutas pré estabelecidas para administrar situações sanitárias com risco real ou potencial

Uma doce produção

Celebrar o Dia do Cacau extraindo o melhor do fruto, através de uma produção de chocolate com alto índice de excelência, é sem dúvida a melhor forma de homenagem.

Contar com a parceria de fornecedores alinhados com a sua proposta de alta performance e qualidade total é imprescindível.

A VANDERHULST é especialista em correias transportadoras para a indústria alimentícia, atendendo as maiores fabricantes de chocolates do país.

Conte com o nosso time de especialistas e continue lendo outros artigos relacionados em nosso blog.

Até a próxima!

(Visited 27 times, 1 visits today)
Whatsapp - Vanderhulst